Contatos: (11) 2609-7574 - (11) 95042-1221 (Whats app) - E-mail: saopedroapostolo@santoamaro.org.br

Horários de Missas: Terça e Quinta-feira às 20h | Sábado às 17h | Domingo às 8h, 9h30, 11h e 19h

End: Rua: Prof. Guilherme Belfort Sabino, 953 – Vila São Pedro - 04678-001 - São Paulo, SP

Mensagem do pároco › 31/05/2019

Junho, um mês Santificado !!!

Junho é um mês importante e significativo para a Igreja Católica, pois comemoramos vários Santos, entre eles os quatro mais populares do Brasil: Santo Antônio, São João, São Pedro e São Paulo cada qual em sua data especificada pela igreja, mas no mesmo mês para manter a união dos apóstolos em Cristo.

Mas o que é ser Santo?

Bem, Jesus, no Sermão da Montanha, proclamou: “Portanto, sejam perfeitos como é perfeito o Pai de vocês que está no céu” (Mt 5,48). E São Pedro assim  enfatizou: “Assim como é santo o Deus que os chamou, também vocês tornem-se santos em todo o comportamento, porque a Escritura diz: ‘sejam santos, porque eu sou santo’.” (1 Ped 1,15-16). Desta forma, todos nós somos chamados à santidadeessa é nossa real vocação como cristãos.

Apesar das festas, cabe lembrar que a Igreja católica não é muito a favor do populismo, diferente de certos políticos. Ser muito popular, muitas vezes é olhado com certa desconfiança, como bem pronunciou certa vez o Monsenhor Roberto: “Se um Padre ou um Bispo é muito popular, é “galanteador”; se é muito fechado, é “bicudo” ou “egoísta”.

Assim, se esperaria que só fossem proclamados santos e santas, aquelas pessoas que levaram uma vida muito discreta, e que por isto mesmo, se santificaram, e são exemplos de vida para todos nós.

Acontece que, mesmo tendo sido crucificado, podemos dizer que Cristo teve momentos de muita popularidade, e mais ainda, após a Ressurreição. No mesmo caminho de Cristo, temos uma série de santos e santas populares, que são comemorados e aparecem em nomes de igrejas, cidades, ruas e praças.

No mês de junho temos entre outros São Justino; São Carlos Lwanga; São Bonifácio; Imaculado Coração de Maria; José de Anchieta; São Beno de Meissen; Santa Maria de Guadalupe García Zavala; São Salomão; Santo Irineu, e  naturalmente os popularíssimos Santo Antônio, São João, São Pedro e São Paulo; além das festas e solenidades que acontecem ao longo do mês, por causa do calendário romano.

A popularidade dos Santos não vem de eles haverem feito politicagem, buscando aplausos e votos para serem canonizados. A popularidade deles encontra-se no fato de haverem vivido o grande mandamento do Amor, amando a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmos.

Muitas vezes, em vida, eles e elas até foram um tanto antipáticos e ridicularizados. Exemplo de santo antipático: São Jerônimo, que vivia dando broncas em todo mundo, até poderia parecer um neurótico. Apesar disto se tornou um santo inesquecível, ainda mais que traduziu a Bíblia do hebraico para o Latim, um grande feito.

São João Maria Vianey, patrono dos sacerdotes, em vida, ao menos no começo da sua vida sacerdotal, também não teve lá aquela popularidade, pois era “durão”. Só com o tempo o povo começou a procurá-lo para confessar-se e assim eram atraídos não por ele, mas pela misericórdia de Deus que transparecia nele.

Isto significa que mesmo sem ser populista, um Santo pode ser popular no sentido de atrair o povo por causa do amor que ele ou ela vivem, tanto em direção a Deus, quanto em direção ao próximo, como fizeram São João, Santo Antônio, São Pedro e São Paulo.

Poderíamos ainda dizer que a popularidade de alguns deles encontra-se justamente em certas fraquezas que revelaram. É o caso de São Pedro, que igualando-se a nós em certas ocasiões, negou a Cristo, se arrependeu depois e usou o restante de sua vida para evangelizar.

Uma curiosidade:

Você sabe porquê Santo Antônio é chamado de Santo Casamenteiro?

Não?

Porque enquanto vivo, além de evangelizar, ele ajudava as jovens em seus dotes para arranjar seus casamentos!

Uma feliz e abençoada festa junina e que Deus abençoe, guie, ilumine e proteja a todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *