Contatos: (11) 2609-7574 - E-mail: saopedroapostolo@santoamaro.org.br

Horários de Missas: Terça e Quinta às 20h | Sábado às 17h | Domingo às 8h, 9h30, 11h e 19h

End: Rua: Prof. Guilherme Belfort Sabino, 953 – Vila São Pedro - 04678-001 - São Paulo, SP

Padroeiro

São Pedro

São Pedro foi um dos doze apóstolos de Jesus Cristo e foi o primeiro papa da Igreja Católica, sendo que seu pontificado durou cerca de trinta e sete anos.

Quando conheceu Jesus, Simão era casado e morava em Cafarnaum. Era filho de Jonas e tinha um irmão, André. Os dois se tornaram discípulos de Jesus e mais tarde apóstolos.

São Pedro era pescador e possuía um barco, motivo pelo qual, ao conhecê-lo, Jesus lhe disse: Você será pescador de homens. A partir daí, Simão começou a seguir Jesus.

Num determinado momento do caminho, Simão confessou a Jesus: Tu és o Messias, o Filho do Deus vivo. Por isso, Jesus disse que, daquele momento em diante, seu nome seria Pedro, que significa Pedra. Mais tarde o significado disso ficou claro: Pedro foi o primeiro Papa da Igreja, tornou-se a Pedra onde a Igreja encontra sua unidade.

Quando Jesus foi preso no Horto das Oliveiras, pediu que seus discípulos fossem liberados. São Pedro foi liberado, mas seguiu Jesus de longe, às escondidas. Levaram Jesus preso ao Palácio de Caifás. Pedro e João entraram no pátio do palácio e ficaram ali esperando o desfecho de tudo.

No pátio, alguns reconheceram São Pedro e perguntaram se ele era um dos discípulos de Jesus. Por três vezes, porém, Pedro negou e o galo cantou, como Jesus havia profetizado: Antes que o galo cante, tu me negarás três vezes. Pedro chorou amargamente, arrependido. Quando Jesus ressuscitou e apareceu aos discípulos às margens do Mar da Galiléia, ele se dirigiu a Pedro e perguntou se Pedro o amava.

7-Imagem-de-Sao-Pedro

Jesus perguntou isso por três vezes. Pedro respondeu que sim às três vezes. Foi uma forma de Jesus curar o remorso no coração de Pedro por causa das três negações que tinha feito de seu Mestre. Jesus o perdoou e, em seguida, disse-lhe: Apascenta as minhas ovelhas.

Quando Jesus deu a São Pedro a missão de ser líder da Igreja, disse a ele: tu és Pedro, e sobre essa pedra edificarei a minha Igreja.

Pedro era um homem simples, extrovertido, falava sem pensar. Por outro lado, era acostumado às dificuldades da vida de pescador. Mas depois de três anos seguindo Jesus, e depois de receber o poder do Espírito Santo em Pentecostes, Pedro se tornou um grande líder, um Apóstolo, palavra que quer dizer enviado.

Depois de Pentecostes, São Pedro reunia multidões em suas pregações. Ele tinha o dom da cura de tal forma que as pessoas queriam tocar em seu manto, ou passar sob sua sombra para que fossem curados e libertados, como nos atesta o livro dos Atos dos Apóstolos. Ele escreveu duas cartas que estão no novo testamento, animando e exortando a Igreja nascente.

Depois de Pentecostes, Pedro passou a ser um evangelizador por todos os lugares onde passava. Sua autoridade como o líder da Igreja nascente sempre foi respeitada e atestada por vários documentos da Igreja. Nunca foi questionada. De fato, São Pedro assumiu as chaves da Igreja, e seus sucessores, os Papas, são continuadores de sua autoridade e de sua missão dada pelo próprio Jesus cristo.
Por pregar o Evangelho destemidamente, São Pedro foi preso várias vezes. Uma vez, em Jerusalém, um anjo de Deus o libertou da prisão passando por vários guardas. Depois de evangelizar e animar a Igreja em vários lugares, Pedro foi para Roma. Lá, liderou a Igreja que sempre crescia, apesar das perseguições.

Assim, os romanos descobriram seu paradeiro, prenderam-no e condenaram-no à morte de cruz por ser o líder da Igreja de Jesus Cristo. No derradeiro momento, São  Pedro pediu para ser crucificado de cabeça para baixo, por não se julgar digno de morrer como seu Mestre.

Seu pedido foi atendido e ele foi morto na região onde hoje é o Vaticano. Seus restos mortais estão no altar da Igreja de São Pedro em Roma. A festa de São Pedro é celebrada no dia 29 de junho.